» » Óleos para Crescimento Localizado

Óleos para Crescimento Localizado

..

Esiclene, Synthol e ADE são os óleos para crescimento localizado mais utilizados no universo da musculação. No entanto, esses óleos para crescimento localizado são utilizados de maneira indiscriminada, já que provocam processos inflamatórios violentos e o último – ADE, é de uso veterinário, inclusive, e nenhum dele é um anabolizante real.

A busca pela hipertrofia localizada leva praticantes de musculação e fisiculturistas a recorrerem a alternativas que dão resultados rápidos, mas que não são nem um pouco seguras e causam dor e probabilidade de infecções, deformações corporais, amputação de membros e até morte.

ADE

ADE é um óleo utilizado para promover o crescimento localizado de uso veterinário, mas há quem use, e muito! É de fácil acesso: basta chegar em qualquer loja veterinária e pronto, está comprado.

Trata-se de um composto vitamínico de veículo oleoso formado pelas vitaminas A, D e E, cuja indicação real é o tratamento de carências de vitaminas e doenças infecciosas em bois, cavalos, porcos, caprinos e coelhos. Nem cachorros e gatos podem utilizar, mas muitas pessoas recorrem à droga para “ficar grande”.

Sua aplicação também é dolorosa, ainda mais por não conter e não ser feita com a lidocaína. ADE causa inflamação dos tecidos, possibilidade de necrose, deformações e até morte, assim como as demais substâncias que você verá aqui.

Synthol (Pump N Pose)

Synthol é outro óleo para crescimento localizado cuja fórmula contém a lidocaína (anestésico local) para minimizar a dor da aplicação, triglicérides de cadeia média e álcool benzoico.

Sua aplicação é feita com agulha diretamente no músculo e a substância vai permanecer no organismo por anos, já que a absorção dos compostos não é nada fácil. Sendo assim, o óleo fica ali, depositado, causando inflamações e deformações no corpo.

Os “músculos” promovidos por Synthol são inchaços com aparência nada natural, de aparência esponjosa e fraca – zero aumento de massa muscular e zero aumento de força! A aparência grande esconde riscos de infecções, necrose, amputações e morte.

Esiclene (formebolone, hubernol)

Esiclene é um óleo para crescimento localizado antigo, provavelmente o pioneiro dentre os citados aqui. A aplicação do óleo causa dor extrema e, por isso, é necessário aplicar, simultaneamente, anestésicos locais, como a lidocaína.

Seu uso é feito por fisiculturistas antes da competição, já que o inchaço decorrente da inflamação aguda que ocorre no local é instantâneo. Não há qualquer aumento de volume muscular, muito longe disso! Mais além, esse inchaço, no entanto, desaparece ao longo de 2 a 3 semanas.

Pode prestar atenção: fisiculturistas andando com aquele ar robotizado é quase certeza da aplicação de esiclene. Panturrilha e bíceps são alguns dos músculos onde as aplicações são mais realizadas.

Óleos para crescimento localizado fazem o músculo crescer?

Os óleos para crescimento localizado não desenvolvem músculo algum, mas podem causar a morte dos tecidos do local da aplicação.

Quando os óleos são aplicados, parte da substância é absorvida, mas quase todo o restante permanece lá no local. O que o organismo faz? Cria uma cápsula de tecido conectivo em volta do óleo para que ele não se desloque e uma espécie de “tumor” local surge. O aumento do volume local é causado por isso, aliado à inflamação que surge.

Esse inchaço local pode permanecer por apenas algumas semanas ou anos, até que organismo consiga combatê-lo totalmente. O pior de tudo é quando ele não consegue e a morte dos tecidos acontece: a temida necrose, que pode levar à amputação e até à morte.

Riscos da aplicação de óleos para crescimento localizado

Sem falar nas aplicações dos óleos, feitas, geralmente, em locais com muitos vasos sanguíneos e nervos. Se a substância parar na corrente sanguínea, o risco de eventos com embolia, derrame, infarto e morte é alto, muito alto! Se um nervo for atingido, então, o usuário pode ganhar uma paralisia irreversível.

Por que a aplicação de óleo para crescimento localizado causa dor?

Não há espaço para o óleo adentrar no músculo, já que ele é composto por diversas fibras e tecidos conjuntivos. O que a substância faz? Causa o rompimento ou distensão dessas estruturas, o que, é claro, provoca a dor intensa.

Além do mais, as substâncias são vistas pelo organismo como um “corpo estranho”, e então as células de defesa partem para combatê-la, levando ao surgimento da inflamação.

Atualizado em: 12/02/2019 na categoria: Anabolizantes



..