» » Suplementos para Ganhar Peso: 7 Tipos Infalíveis!

Suplementos para Ganhar Peso: 7 Tipos Infalíveis!

..

Os suplementos para ganhar peso, que podem ser hipercalóricos, proteínas e aminoácidos, ajudam no processo de engorda e hipertrofia, considerado tão complexo para algumas pessoas quanto o emagrecimento é para outras. Os suplementos para engordar podem ser o “empurrãozinho” para acelerar esse quadro e se você também quer aumentar uns quilinhos na balança, confira a seguir dicas de suplementos para ganhar peso!

Hipercalóricos

Também conhecido como “massa”, esse tipo de produto concentra uma alta quantidade de calorias, como seu próprio nome sugere. É ideal para pessoas que têm dificuldade em bater a meta diária de calorias estabelecida para a sua dieta.

Composição

Os hipercalóricos têm grande quantidade de calorias e nutrientes. Geralmente são compostos por carboidratos, proteínas, aminoácidos, ômegas 3 e 6, além de vitaminas e sais minerais.

Como usar

Quem deseja introduzir hipercalóricos em sua dieta precisa controlar a quantidade de calorias necessárias diariamente para manter ou ganhar peso/massa magra.

Por exemplo, um hipercalórico que oferece 500 calorias em uma porção de 200 ml, deve ser usado para completar ou superar o saldo calórico de uma dieta de 2000 calorias diárias, por exemplo.

Seu preparo pode ser feito tanto em água, em um copo de leite ou até mesmo junto ao suco, vitamina ou iogurte.

Preço

O preço do hipercalórico varia bastante conforme o tamanho do pote e a marca escolhida. O hipercalórico pode ser comprado em farmácias, casas de produtos naturais ou em sites especializados. Em geral, seu valor gira em torno de R$90 a R$200.

Efeitos

O aumento no nível de glicose no sangue pela alta taxa de carboidratos é um dos principais efeitos desse tipo de produto. Cãibras, inchaços e desconfortos abdominais são outras consequências possíveis.

Whey Protein

O suplemento já virou febre e um dos queridinhos dos frequentadores de academia. Seu principal benefício é a possibilidade de alta ingestão de proteínas, contribuindo para a construção dos músculos e recuperação dos tecidos no período pós-treino.

Composição

O Whey Protein é formado a partir da proteína do soro do leite. O produto também contém leucina, isoleucina e valina (BCAA), glutamina e arginina.

Como usar

O Whey Protein tem uma atuação especial após os treinos de musculação, auxiliando na regeneração muscular. Seu preparo pode ser feito junto com água, sucos, vitaminas e outras fontes de carboidrato.

Preço

O preço do Whey Protein varia conforme a marca e a quantidade de produto. Em geral, oscilam de R$50 a R$180.

Efeitos

Um dos principais riscos associados ao uso de Whey Protein é a sobrecarga dos rins e do fígado.

BCAA

Com nove aminoácidos essenciais, o Branch Chain Amino Acids contribui para o ganho de peso e massa muscular, além de prevenir a perda de músculos, sendo essencial nesse processo.

Composição

Os principais aminoácidos de cadeia ramificada do BCAA são Isoleucina, Leucina e Valina.

Como usar

O BCAA pode ser consumido tanto em pó quanto em cápsula, junto com a água ou outro líquido. O consumo pode ser feito no pré ou pós-treino.

Preço

O valor do BCAA varia entre R$30 a R$60, dependendo da marca e quantidade do produto.

Efeitos

Embora não costume gerar efeitos colaterais, o uso de BCAA deve ser moderado e recomendado por profissionais. Existem pessoas que já apresentaram problemas renais devido ao uso indiscriminado do produto.

Glutamina

Esse aminoácido costuma ser convertido em glicose, contribuindo para o ganho de peso.

Composição

A glutamina é composta por aminoácidos não essenciais que ajudam a construir a proteína, a transportar nitrogênio aos músculos e colaboram para o processo de hipertrofia.

Como usar

A glutamina está disponível em cápsulas e em pó. Seu uso pode ser feito em jejum, antes do treino, no pós-treino ou na ceia.

Preço

O preço da glutamina varia entre R$38 e R$284, dependendo da marca ou quantidade do produto escolhido.

Efeitos

A glutamina não é recomendada a diabéticos. Entre pessoas saudáveis, seu uso pode levar à redução da produção natural da substância pelo organismo. A redução da absorção de nutrientes nos rins e no intestino é outro risco possível. Flatulência e constipação são, também, efeitos colaterais indesejados.

Creatina

Em um primeiro momento, a creatina agirá por meio da retenção de líquidos – que pode ser notada com as mudanças na balança. Após isso, o suplemento colabora para o ganho de massa muscular.

Composição

A creatina é composta essencialmente por aminoácidos.

Como usar

A creatina está disponível na forma de pó ou em cápsulas. Seu consumo pode ser feito antes ou após os treinos, com água, proteína e carboidratos.

Preço

O preço da creatina pode girar em torno de R$30, dependendo da marca e da quantidade.

Efeitos

A retenção hídrica é um dos principais efeitos colaterais do uso da creatina. Há, ainda, o risco de desenvolver problemas nos rins e no fígado. Dores de cabeça, náuseas, diarreia e problemas cardíacos são alguns dos problemas associados em caso de ingestão de creatina acima da recomendação.

Maltodextrina

Com altos índices de glicose, esse suplemento é o responsável pela lenta liberação de glicose para o sangue, equilibrando o gasto energético.

Composição

Esse suplemento é composto por um carboidrato complexo proveniente do amido, com moléculas de glicose.

Como usar

A substância está disponível em formato de gel ou pó (que pode ser diluída na água). Para exercícios aeróbicos, a recomendação é tomar a malto antes ou durante a atividade física. Já em casos de musculação, o indicado é tomar no pós-treino.

Preço

O valor da maltodextrina varia entre R$15 e R$30.

Efeitos

Pela alta taxa de glicose, a malto deve ser evitada por diabéticos. Diarreia, náuseas e vômito são alguns dos sintomas comuns entre quem exagera na dose. O ganho de peso também está ligado aos excessos da ingestão da substância.

Dextrose

A fonte de glicose elaborada a partir do amido de milho também ajuda no processo de ganho de peso, repondo esse componente e favorecendo a entrada de proteínas no músculo.

Composição

A dextrose é feita a partir das moléculas de glicose.

Como usar

O uso da dextrose, junto com uma fonte de carboidrato, deve ser feito logo após o treino. Com apresentação em pó, pode ser diluída na água ou suco.

Preço

O preço da dextrose varia de R$15 a R$35.

Efeitos

Diabéticos devem evitar tomar dextrose. O uso excessivo da substância em indivíduos normais pode provocar hipoglicemia, gerando sintomas como febre, fadiga, falta de ar, confusão, náuseas, vômito e dor no estômago.

Atenção: para resultados duradouros e eficazes procure a orientação de um nutricionista ou endocrinologista. Apenas esses profissionais poderão recomendar o que mais se adequa aos seus objetivos e indicação clínica.

Atualizado em: 18/02/2019 na categoria: Suplemento Alimentar



..